RSS

"Eles não sabem nem sonham que o sonho comanda a vida e que sempre que o homem sonha o mundo pula e avança"

Boa acção

Uma pessoa nunca deixa de se surpreender.

Ontem foi o funeral do meu tio, e eu não sabia onde ficava a igreja, já que era em Chelas.

A minha mãe, na manhã de ontem disse-me que era a Igreja St. Clara. Pedi um táxi para me levar à igreja. Mas o senhor não sabia qual igreja é que era da St. Clara. Fomos então primeiro à igreja que ficava acima do Feira Nova e olho em volta para ver se conhecia algum dos carros e se via algum familiar.

A igreja estava vazia, nem se via gente à volta dela. Então disse ao taxista que esta não era, e ele disse, então só pode ser a outra que fica na zona j.

Lá fomos nós para a zona j e o sr. deixa-me na igreja. Pago o táxi e vou à procura das capelas mortuárias...

Nada, a igreja estava fechada!

Dirijo-me a um café e pergunto qual era o nome da igreja e de facto não era a igreja que eu queria. Perguntei como podia ir para a igreja de St. Clara e indicaram-me o número do autocarro que tinha de apanhar, qual a paragem mas que tinha de andar um pouco.

Lá apanhei o autocarro, saí na paragem indicada e fui até à primeira igreja que o taxista me tinha deixado. Vi o nome da igreja e também não era a igreja de St. Clara.

Já estava a ficar mesmo fula com esta história toda. O taxista só conhecia aquelas 2 igrejas em chelas e nenhuma delas era a de St. Clara. A missa de corpo presente ia começar dentro de 20 minutos e eu não fazia ideia onde era a igreja.

Vejo um casal e dirijo-me a eles, perguntando onde ficava a igreja. Indicaram-me e fiquei parva!

Era uma distância muito grande para ser feita a pé em tão pouco tempo. Perguntei qual o autocarro a apanhar e disseram-me que tinha de apanhar um que não passava pela zona onde me encontrava.

Então, o casal foi muito simpático e ofereceu-se para me levar de carro até à igreja, pois iam sair de carro.

Se não fosse por eles não tinha conseguido chegar lá a tempo da missa e acho que nem conseguia chegar a tempo de ir para o cemitério.

Fiquei agradavelmente surpreendida por um casal terem acolhido no seu carro uma estranha, especialmente, estando onde eu estava.

Não conseguia deixar de agradecer ao casal, e sem eles, talvez ainda por lá andasse...

Agora, talvez fosse ideia ou os taxistas começarem a ter exames como os taxistas ingleses têm, ou então passarem a ter GPS no carro, porque gastei dinheiro e não cheguei ao destino que queria!


Print this post

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

3 comentários:

Isabel Pisoeiro said...

Bem, que aventura!! Graças a Deus ainda existem boas pessoas, foi o que te valeu... Realmente pagaste ao taxista e ficaste muito mal servida, é injusto! Felizmente tudo acabou bem e a horas! :)
Beijocas

The Star said...

Ainda existem boas pessoas neste mundo. :)

Anonymous said...

Olha lá,
não tens visto episódios suficientes do CSI para saber q não se entra nos carros dos desconhecidos? Podiam ter-te atordoado, levado para um buraco qualquer e ter-te comido devagarinho, agora uma pernoca, depois um naco, depois... arghhhh...
Juízo!!!!
Rakeuzinha