RSS

"Eles não sabem nem sonham que o sonho comanda a vida e que sempre que o homem sonha o mundo pula e avança"

Sonhos tornam-se realidade

Durante a semana que passou tive o prazer de fazer parte do grupo que ajudou a tornar realidade o sonho de uma pessoa muito especial.

Adoro quando alguém consegue tornar realidade os seus sonhos, sinto-me feliz como se fosse comigo, e quando é alguém que nos toca no coração ainda mais sinto...

Ora, tenho uma amiga que se vai casar sábado... um dos maiores sonhos da maioria das mulheres (ou talvez não seja da marioria :P). Fizemos a despedida de solteira no sábado... a noivinha estava tão feliz que nem reparava que por vezes nos descaímos sobre as surpresas que tinhamos preparado... Nem no jantar reparou que estavamos todas com a mesma cor da camisola...

A noiva estava radiante, acredito que quando a vir no sábado vai estar no céu... sorriso de orelha a orelha... Acredito que ela esteja como vi uma das minhas melhores amigas no seu dia de casamento... Nunca tinha me emocionado num casamento, a lágrima no canto do olho e a fazer de tudo para não chorar...

É com estas situações que eu vejo quão importante para mim uma pessoa...

Ao vê-las tornar este sonho real, fico a pensar no meu sonho...

Desde menininha que sonho com o casamento, em encontrar alguém com quem compartilhar a minha vida e constituir família... E agora vejo que por mais difícil que a vida seja... eu não consigo abdicar desse sonho... do sonho de princesa...

Porque é mesmo isso, não é por estar casada que deixo de amar menos, ou que sou menos mulher... não, é o conto de fadas... ser uma princesa por um dia... e por querer compartilhar esse dia com todos os meus amigos, com a minha família...

Se esse sonho se tornar realidade, e acredito que se vai realizar, ficarei como elas as duas... sorriso de orelha a orelha... porque para além de ser o dia de princesa... será o dia em que me vou unir ao homem maravilhoso que amo...


Print this post

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

25 de Abril

Ontem foi feriado...

Sabe muito bem um feriado a meio da semana para quebrar a rotina... nem que seja para descansar...

Todos nós gostamos de ter feriados, mas cada vez mais não sabemos que feriados são... Tudo bem, os feriados católicos consigo perceber que nós não saibamos o significado do "Corpo de Deus" ou "Assunção da Nossa Senhora"...

Agora, os feriados que dizem respeito à nossa história como nação... Faz-me muita confusão...

A minha sobrinha mais velha tive como trabalho de casa fazer uma quadra sobre o 25 de Abril... Ela tem nove anos e não lhe ensinaram nada sobre o 25 de Abril...


Ela questionou os pais, que feriado era este e o meu irmão e a minha cunhada, tomaram a decisão de telefonarem para a avó pois ela tinha vivido o 25 de Abril .

Nasci depois da Revolução dos Cravos, mas para mim este dia está cheio de significado pois foi um dia onde conseguimos muitas das coisas que tomamos por garantidas. O direito à expressão, à crítica sem ter medo de repersálias, o direito ao voto, coisa que anteriormente não o tinhámos, o direito ao ensino, pois só estudava quem tinha dinheiro, o direito a poder beijar a pessoa que se ama sem medo de ser preso, o direito ao convívio com os amigos, pois antes do 25 de Abril não se podia estar nos cafés com muitos amigos, pois podia estar a decorrer uma reunião ilegal...

Custa-me que este dia diga cada vez menos aos jovens...

Li hoje esta notícia(http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?id=801736&div_id=291) e creio que este livro possa abrir mais a mente das pessoas para o que era antes do 25 de Abril.

Arrepia-me sempre que ouço alguém dizer que no tempo de Salazar é que era bom... faz-me ver que somos um povo de memória curta...

Nós hoje temos todas estas liberdades porque alguns homens sonharam ser livres, sonharam ter o que nós temos, e tornaram-no realidade com uma revolução quase pacífica, pois 4 pessoas morreram quando a polícia política dispararou sobre um grupo que se manifestava à porta das suas instalações.

O meu sonho para a nossa geração e gerações mais jovens é que tivessem um maior conhecimento sobre a vida antes do 25 de Abril e o impacto que este dia teve nas nossas vidas.

Espero que se torne realidade!


Print this post

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Gratidão

O ser humano devia ser uma criatura mais grata pelas coisas que este mundo oferece...

Todos nós temos algo pelo qual estamos gratos...

O ar, a roupa que vestimos, a vida...

Temos é de fazer escolhas e essas escolhas podem facilitar ou complicar a nossa vida...

Estou grata por muitas coisas e creio que devia pensar mais nas coisas boas que tenho na minha vida...

Sou grata pelos pais que tenho, não podia ter-me calhado melhores pais... Com o sacríficio do seu trabalho contribuíram para a pessoa que sou hoje, estão a meu lado sempre que preciso... Um ombro amigo onde se pode desabafar, ou então um "puxão de orelhas" para me alertar...

Penso que não digo o suficiente o quanto gosto deles e quanto lhes estou grata... É sempre mais fácil zangar-me com eles, pois sei que estarão sempre lá... É triste quando nos apercebemos que não tratamos como deviamos os nossos pais... Tenho que começar a prestar mais atenção nas coisas que faço... mas é tão fácil esquecer....

Tenho um irmão chato, que adora me irritar e perturbar profundamente, mas também sei que ele só se comporta assim com pessoas de quem ele gosta mesmo... O meu maninho mais velho, que no passado nos chateamos tanto, nos aborrecemos, que sempre quis o meu melhor e na altura não soube ver isso... Agora reconheço-o e tento ouvir o seu conselho, não quero voltar a aborrecer-me com ele como fizemos...

Tenho uma cunhada completamente louca... Quem a conhece não consegue deixar de sorrir e ficar contagiada com o seu bom humor... É alguém que posso contar...

Depois, duas sobrinhas lindas... lindas de morrer, mas que são duas pestes... e estou a falar a sério... Tão birrentas, mas tão birrentas... mas quando querem são duas fofuras da tia...

Depois a minha prima, o meu modelo de vida... ela sabe o que é adversidade e mesmo assim ela conseguiu vencer...

A minha avózinha... quase a fazer 78 anos... adoro-a, é mesmo castiça...

Os amigos que já referi...

Os amigos, para mim são a minha segunda família, são a família que se escolhe para compartilhar os bons momentos, e por vezes os maus...

Este post, também é para agradecer a uma pessoa em particular, pois ela é responsável pela felicidade que tenho na minha vida...

Quiseste um post para ti, aí tens "Wilma Flinstone"... Não me esqueço de ti...

Foste tu que me deu na cabeça quando eu estava a lamentar-me pelos cantos, abrindo-me os olhos para a realidade e não para o que eu queria que fosse...

Foste tu que me apresentaste um homem maravilhoso, que eu me vejo a compartilhar a minha vida, os meus sonhos....

Um dos teus melhores amigos... uma jóia de pessoa...

Recordo-me diversas vezes o dia em que o convidaste para almoçar connosco... Nunca te disse isto antes, mas o quando disseste que ias almoçar com ele, a minha voz interior disse-me a seguinte frase: "É este o amigo que tenho de conhecer!"....

É claro que a seguir pensei, "esta rapariga está parva, porque carga de água saiu-te esta agora?!?!"...

Pois agora confesso-te o rapazito ficou-me no olho desde essa altura, mas não queria correr riscos...

Adorei a tua festa de anos... deu-nos uma hipotese de nos conhecermos melhor...

Andaste a fazer de cupido e resultou...

Foste tu a propulsora da minha presente felicidade....

Só tenho pena de uma coisa, mas que neste momento faria de forma diferente... Ter-te-ia contado primeiro que nós já estavamos juntos, mas quisemos esperar para ver como corriam as coisas...

E para além de apresentares a um homem maravilhoso, como consequência, apresentaste-me a um grupo de amigos muito unidos, com um espirito de camaradagem que não é muito comum...

A ti, "Wilma", dedico este post para te agradecer por tudo que se passou e por tudo que aí vem...

Espero poder contar contigo para sempre...

Sempre que precisares de mim, estarei lá...

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Caminhos errados

Todos nós temos altos e baixos na nossa vida, não há excepções para ninguém...

Tive dois períodos na minha vida que foram muito maus, e o último foi relativamente recente...

Podem pensar o que é que isso tem a ver com o blog sonhos vs realidade, mas passo a explicar...

Todos temos o sonho de conhecer alguém que nos compreenda como ninguém, que nos ame por aquilo que nós somos, enfim... idealizamos a pessoa com quem desejamos passar a vida...

Eu não sou uma pessoa que, no campo amoroso, se entrega a qualquer pessoa ou a qualquer paixão. Nunca fui assim...

Tive os meus namoros de brincadeira, penso que todos os tivemos, mas cedo tive a consciência que não queria andar com este ou com aquele só para não estar sózinha. Sempre tive a noção que quando me relacionasse teria de ser a sério, para dar o meu melhor e fazer com que as coisas resultem.

Em virtude, desse pensamento e de forma de estar, não tive namorado nos meus anos de adolescência...

Tenho de vos confessar, que sempre acreditei que ia passar o resto da minha vida só e, desde os meus 17 ou 18 anos, andei a mentalizar desse facto...

Tanta mentalização não sei para quê!

Tinha 22 anos quando o conheci... o homem que pensei ser o grande amor da minha vida....

Nunca acreditei que alguém se podesse apaixonar por mim, mas foi o que aconteceu... Entreguei-me completamente, não sei outra forma de o fazer... não dou apenas metade de mim...

Pensei que era o homem com quem ia passar o resto da vida, fiz muitos sacrifícios por ele... por pensar que valia a pena fazer tudo por alguém que também sentia o mesmo por mim... Pensei que ele era o homem dos meus sonhos, quem eu sonhava desde menina encontrar... embora tivessemos objectivos diferentes na vida e formas distintas.... fui-me modificando sempre numa tentativa do agradar...

Como já podem deduzir, não deu resultado... Durou pouco mais de 4 anos, e vou ser sincera, a melhor coisa daquela relação para ambos foi acabar... Quando ambos têm sonhos diferentes, prioridades diferentes, maneiras de estar diferentes... as hipoteses de sucesso são poucas, pois existem grandes obstáculos para se ultrapassar...

Pensava ter o homem da minha vida, não o era... não me arrependo de nada do que fiz...

O que quero mostrar , só falarei desta fase da minha vida neste post, é que por sonhos fazemos tudo para os tornar realidade... Até nos aniquilar a nós próprios...

Mas deixem que vos diga, que se sentem que para realizar um sonho tem de modificar a vossa maneira de ser, o vosso ser mais íntimo, esse não é o caminho para o tornar real...

Eu aprendi a muito custo que para tornar os sonhos reais, não preciso de "matar" a minha personalidade, não tenho de me tornar em algo diferente...

PS - Embora sei que não verá este blog, desejo-lhe a maior felicidade do mundo ao lado de quem ele amar...

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Amizades

O mundo dos Blogs era-me muito desconhecido, mas devo dizer que após ter criado o meu sinto uma maior curiosidade em descobrir o que existe. Também me sinto compelida para escrever tudo que tenho cá dentro...

Desde há muito que sentia a necessidade de escrever, mas escrever num caderno ou num diário, demora tempo e muitas vezes o meu pensamento é mais rápido do que a minha mão é capaz de escrever.

A vantagem de blog é que se pode escrever com as duas mãos (teclado) e como se passou muitos anos à frente de computador a fazer os trabalhos para escola e posteriormente para a faculdade, a velocidade das duas mãos acompanha o pensamento (na maioria das vezes, ou não tivesse eu o hábito de aparecer com outro assunto vindo do nada).

Criei este blog para expor os meus sonhos e mostrar quão importantes são para mim... E posso jurar que são muito, pois se eu não tiver sonhos, se não tiver nada que anseie tornar realidade o meu mundo torna-se escuro, sem luz e não tenho alegria...

Tive a infelicidade de me sentir assim por duas vezes na minha curta vida, e espero nunca mais voltar a sentir-me assim....

É normal uma pessoa ter fases boas e más na vida, mas ninguém gosta de passar por elas.

Mas destas fases muito más que vivi, resultaram coisas muito boas, mais precisamente as minhas amigas, pois quando estive no fundo do poço, e apesar dos próprios problemas delas, estiveram a meu lado a apoiarem-me, a reconfortarem-me.

São nestes momentos que nós vemos quem gosta realmente de nós e quem só gosta de estar contigo quando estás bem.

A última fase negra da minha vida foi recente, há pouco mais de um ano, em que estive mergulhada numa depressão que parecia não acabar. Mas o velho cliché "o tempo cura todas as feridas" é verdadeiro, mas temos de estar dispostos a permitir que isso aconteça.

Para além das minhas irmãs de coração, existiram duas pobres coitadas que não me conheciam de lado nenhum, que me conheceram porque o trabalho nos juntou, tiveram a paciência de me aturar, e se aturaram nos meus lamentos continuados. Não as considero colegas de trabalho, mas sim verdadeiras amigas.

E com esta introdução longa, chegamos a outro sonho que tinha... não sonho, não; fantasia... desde criança imagina-me ser uma rapariga cheia de amigos, que era conhecida e que toda a gente gostava de estar...

Ora, deixem que vos diga, eu sou muito tímida, mas já consegui vencer muita da minha timidez, falando pelos cotovelos quando estou no meio de gente que não conheço... Eu sei, não tem lógica nenhuma mas é a pura verdade!

Confrontando a realidade da minha vida com o meu sonho de menina, mais uma vez se comprova que tenho a mania de sonhar alto! :P

Amigos não tenho muitos (a definição de muitos depende de pessoa para pessoa); mas antes Outubro de 2006 (mais tarde explicarei esta data) podia contar os meus verdadeiros amigos pelos dedos das minhas mãos. Isto sem contar com a família, claro!

Amigos de infância - nenhum, não há ninguém com quem me sinta à vontade para falar, são designados como conhecidos...

Amigos do ciclo - também não ficou nenhum, é o que dá morar numa cidade com muita gente e que se mudamos de escola muda praticamente a turma toda.

Amigos do secundário - existe o núcleo duro, 3 amigas que já passaram por muito nos últimos anos, e que tentamos estar sempre quando uma de nós precisa. Vocês para mim são como irmãs... Também tenho de dar o apreço aos maridos das minhas amigas, porque também vieram da mesma altura, um da mesma escola e outro da mesma turma. Obrigada pela força que me deram quando precisei e sei que se precisar outra vez, lá estarão. Se precisarem, também lá estarei.

Amigos da faculdade - Grande grupo que eramos no ínicio da faculdade... eramos um grupo de 14 pessoas... É triste dizer isto, mas tão unidos que eramos só mantive amizade com uma... A grande TMD! Embora esteja longe, se precisar dela ou ela precisar de mim, sabemos que podemos contar uma com a outra. Existem mais duas pessoas da faculdade, mas não eram do meu ano mas sim minhas veteranas :P, uma delas companheira de mestrado. Também me auxiliarm muito e por isso estarei sempre grata pela vossa amizade...

Amigos do trabalho - Elas contam porque começamos a trabalhar juntas em Maio de 2006 e, coitadinhas delas, tiveram uma paciência para me aturar e para me dar conselhos que também contribuíram para a minha saída da depressão....

No total, minha gente (3+2+3+2=10), 10.

Dez pessoas, antes de Outubro de 2006, que posso chamar de amigos...

Bem, decidamente estou enganada, se posso contar com 10 pessoas estarem comigo nos momentos bons e maus, posso dizer que sou uma pessoa afortunada. Porque quem tem amigos, verdadeiros amigos a seu lado, é uma pessoa cheia de sorte.

Neste momento, já adicionei mais uns quantos à minha lista, mas por agora fica em suspenso...

Despeço-me com um grande beijo e abraço a todos os meus amigos, e um sincero obrigada pela vossa paciência e por aturarem a minha maluquice.

Adoro-vos a todos!

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Primeiro Post

Nunca pensei em ter um blog, mas hoje deparei-me com um blog de uma das minhas maiores amigas, onde ela descreve os momentos mais importantes da vida dela.

Tenho o prazer de dizer que participei em alguns deles e espero continuar...

Como gostamos de brincar, havemos de ser as velhinhas no salão de chá a lembrar os momentos vividos.

Há pessoas que nos marcam, e embora não estejamos sempre juntas, ficam no nosso coração para sempre!

A todas vós vos agradeço por me darem a vossa amizade e espero retribuir-vos da mesma forma...

Bem, isto foi apenas um parentesis...

A ideia de escrever o blog foi repentina, mas creio ser uma forma de deixar um testemunho do que sinto nos momentos bons e difícieis da vida, e mesmo que ninguém veja este blog, será algo em que posso voltar e lembrar de coisas que já tinha esquecido ou então reviver com a mesma intensidade as coisas boas...

Podem achar estranho o facto de escolher este título para o meu blog, mas Sonhos e Realidade é algo que é muito forte para mim. Isto porque sou uma pessoa muito sonhadora, adoro sonhar com o futuro, fazer planos... Sou uma pessoa muito metódica (em algumas coisas :P)

Desde criança que tenho as minhas fantasias, do que queria para a minha vida...

Quando tinha 8 anos dizia: "Aos 18 anos vou para a faculdade, aos 23 acabo o curso e caso-me, aos 25 tenho o primeiro filho, o segundo aos 27 e o terceiro aos 29!"

Isto é que é planear a vida desde cedo! LOL

Bem, agora vamos contrastar o sonho que eu tinha com a realidade, neste momento tenho 28 anos, entrei na faculdade aos 19 anos, acabei o curso aos 25 anos e ainda não me casei nem tenho filhos!

Posso fazer muitos planos, mas agora concretizá-los é que não vai ser bem assim...

Ainda tenho intenções de me casar e de ter filhos, e embora gostasse muito de ter 3 filhos, acho que vou tentar ter dois, mas isso só na altura se vê.

Não se admirem se eu mudar de assunto assim do nada, infelizmente é uma característica que me assola desde criança e não consigo mudar :P

Vou continuar com os meus sonhos e a confrontá-los com a realidade, acho que é uma boa forma de tentar manter os pés no chão...

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS